Matizes Escondidos

11/07/2009

Godwin Law - Win?

Excelente artigo da Foreign Policy: The Fall and Rise and Fall Again of the Baltic States.

Trecho que mais me chamou a atenção:

Russia has said on repeated occasions that it reserves the right to intervene, even militarily, to defend the (unspecified) interests of its "compatriots" elsewhere in the former Soviet Union. After the 2008 conflict in Georgia, few can doubt their resolve to do so. Russia is also passing a law that will make illegal any attempt to equate Hitler and Stalin, which will criminalize the Baltic states' own version of their history.


Escrito por Philipe às 08h54
[] [envie esta mensagem] []


10/07/2009

Tosco

Tosco é (ou era) uma palavra tão útil. Pena que ficou eternamente associada a Marcos Mion e o seu Piores Clipes do Mundo. O programa era bom, mas parece que quem fala tosco não passa de um Mion wannabe. Os possíveis substitutos (malacabado, grosseiro, rude, etc) não são tão bons quanto o original.

Do UOL Michaelis:

tosco
tos.co
(ô) adj (lat tuscu) 1 Que não é lapidado, polido, nem lavrado; tal como a natureza o produziu: Pedra tosca. 2 Malfeito; grosseiro. 3 Rude, rústico. 4 Inculto, sem instrução, estúpido, ignorante, bronco. Em tosco: em bruto. Pl: toscos (ô). Fem: tosca (ô).

 


Escrito por Philipe às 22h05
[] [envie esta mensagem] []


08/07/2009

A^µ

Ontem a Folha de São Paulo (é o terceiro post com origem na Folha hoje), bem como outros veículos de comunicação, publicaram um artigo, Aliança para Mudança, assinado pelos presidentes do Brasil e da França, Luiz Inácio Lula Da Silva e Nicolas Sarkozy, respectivamente. 

Ora, ora, ora.

Quem já teve que participar de uma redação em grupo sabe que o quão difícil é fazer sair qualquer coisa. Qualquer coisa:

- Implantação ou implementação?

- Olha, "implantação" é mais tranquilo, mais conservador. "Implementação" implica que vai se seguir toda uma série de procedimentos. Dá uma idéia de processos formalizados e...

- Mas o que a gente está fazendo é o que? Processos "avacalhados"?

Isso quando não se chega à discussão entre "eficiência", "eficácia" e "efetividade".

Geralmente esse tipo de debate é resolvido quando uma das partes, geralmente a mais fraca, cede. Mas e quando os dois que assinam são presidentes da República? Tanto o Brasil quanto a França são países independentes e soberanos, reconhecidos pela ONU.

Para complicar, o Lula não fala muito francês e Sarkozy, creio, não deve ser um profundo conhecedor da língua de Camões. Assim, além dos presidentes, temos dois intérpretes-tradutores (cada país traz o seu de confiança). Questões de tradução são ainda mais ensangüentadas do que mera redação ("poxa, a gente usa freedom ou liberty aqui?"). Mais um foco de problemas.

Mas sabemos que os presidentes dificilmente se dariam ao luxo de escrever muita coisa pessoalmente. Eles sugerem linhas gerais aos seus ghostwriters, que ficam incubidos de dar um corpo às idéias que se deseja expressar. O ghostwriter tem certa liberdade, mas precisa se ater à idéia sugerida. Assim, eles precisam se consultar às vezes com seus chefes.

Então temos até agora: dois presidentes, dois intérpretes-tradutores e dois ghostwriters. Quem já tentou marcar uma reunião, por mais boba que seja, sabe que é difícil agendar um encontro, mesmo com apenas duas pessoas. Com seis então, complicadíssimo - a fórmula para dificuldade de se marcar uma reunião é (A^µ), onde A é uma constante maior que um, e µ é o número de pessoas que devem estar presentes.

A solução é indicar um secretário-executivo para o agora Comitê de Redação Franco-Brasileiro. Mas apenas um? E a representação paritária? Como ambos os países são membros da ONU, etc, Brasil e França indicam um secretário-executivo cada um, que se revezam.

Assim o texto sai.

Que textos assinados por figurões de governos de países diferentes sejam publicados é uma grande realização, não necessariamente apenas pelo lado diplomático.


Escrito por Philipe às 22h01
[] [envie esta mensagem] []



Dilma R-R-R-R-R-ousseff

Dia desses a ministra Dilma ficou muito irritada (e com razão) com a Folha de São Paulo, por ela ter publicado uma ficha obviamente forjada que traria os crimes da ministra quando ela ainda era guerrilheira. O fato é que ela andou forjando o próprio currículo (Lattes).

A Folha de hoje trouxe uma reportagem falando sobre como a plataforma Lattes é facilmente manipulada para adicionar informações inventadas (ou criar currículos completamente falsos). Como exemplo, ela cita o "currículo" de Carlos Eduardo dos Santos Galvão Bueno, o conhecido narrador da Rede Globo. Embora ele já tenha sido removido da base do Lattes, eu o encontrei no cache do Google e o salvei aqui. 

Quem criou o currículo do Galvão pode ter cometido uma fraude (assim como a ministra), mas mostrou um senso de humor muito superior...

  

PS: Ela admite o erro, aqui.


Escrito por Philipe às 21h05
[] [envie esta mensagem] []



Reclicagem de lixo que paga!

Da Folha de São Paulo de hoje:

 Prefeitura de Ribeirão Preto "reclica" lixo

Fui só eu ou você, lendo o título "Ribeirão reclica (sic) metade do lixo que paga", também não entendeu nada? Os subtítulos, em especial o primeiro, também não ajudam muito.

Segue o texto:

VERIDIANA RIBEIRO
DA FOLHA RIBEIRÃO

A Prefeitura de Ribeirão Preto paga cerca de R$ 60 mil mensais pelo serviço diário de coleta seletiva feito em quatro caminhões da empresa Leão Ambiental, mas só metade do material está sendo reciclado. O restante, pode estar sendo jogado fora, de acordo com o Ministério Público Estadual.

O problema, segundo apurou a Folha, acontece há pelo menos três semanas. É que o local onde toda a reciclagem do lixo coletado pela Leão Ambiental passou a ser feita, um galpão improvisado no Parque Permanente de Exposições, não tem equipamentos básicos de trabalho, como esteira para separação de recicláveis e prensa.

Em tese, segundo o Daerp (Departamento de Água e Esgotos de Ribeirão Preto), o lixo seletivo "excedente" está sendo armazenado provisoriamente pela Leão Ambiental em caçambas para ser reciclado posteriormente. As caçambas, segundo o Daerp e a Leão Ambiental, ficam em uma área de transbordo no aterro sanitário da prefeitura, localizado na rodovia Mário Donegá.

(...)

Mesmo lendo a reportagem, ainda fico em dúvida a respeito do que a jornalista queria dizer com aquele título.

A verdadeira reclicagem de lixo que paga!


Escrito por Philipe às 19h02
[] [envie esta mensagem] []


07/07/2009

Faça o que eu digo, faça o que eu faço

Cena real ocorrida no Mercado Central - um senhor, um pouco exaltado, discute com um vendedor em um dos corredores:

- Poxa, será que você não consegue fazer 25 reais nessa gaiola?

- Não, senhor. O máximo que eu posso fazer é 28.

- Mas o dono daquela outra loja disse que consegue vender uma igualzinha por 25!

- Nesse caso eu recomendo que o senhor compre nessa outra loja, só estou autorizado a vender por 28.

- Mas é isso mesmo que eu vou fazer!

Nessa hora o senhor sai pisando duro e resmungando.

"Cara desagrável esse", penso eu.

Muito para minha surpresa, o mesmo senhor volta uns 10 segundos depois e aborda o mesmo vendedor:

- Poxa, é 28 mesmo?

- É.

- Pode fechar. Aqui está o dinheiro. Aliás, vou lhe dar uma dica: faça sempre como eu faço que você economiza um bom dinheiro... 

E o senhor saiu todo sorridente com a gaiola na mão. 


Escrito por Philipe às 20h09
[] [envie esta mensagem] []



Liderança

Não há melhor investimento que o leite das crianças - Winston Churchill

Tão importante quanto o leite é a cerveja dos trabalhadores - Querido Líder

Ahn?

"The refrigerator vans carrying beer have a traffic privilege on the streets of Pyongyang like cars carrying soybean milk to children" em http://www.kcna.co.jp/item/2009/200906/news25/20090625-14ee.html.

 

Via Arms Control Wonk e Suspensão de Juízo.


Escrito por Philipe às 10h59
[] [envie esta mensagem] []


05/07/2009

Casalzinho - Limites do Bom Gosto

Visto em lixeira em Belo Horizonte:

Lixeira - Delirius

Ampliando o símbolo da loja:

Loja Delirius - Belo Horizonte

É um casal de órgãos genitais de mãozinhas dadas.

No site da loja (www.delirius.com.br) você tem que indicar se tem mais ou menos que 18 anos. Se você tiver mais que 18, o site abre. Se não, é redirecionado para o www.disney.com.br.


Escrito por Philipe às 14h38
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   
Histórico

OUTROS SITES
    A garota 100% perfeita
  Tudo o que você sempre quis saber sobre a multa nos sushis que sobraram no rodízio... mas não tinha coragem de perguntar ao amigo economista
  E-book dos ditados populares
  Dilbert Blog (Scott Adams)
  Geek Press
  A Softer World
  Blog do Mankiw
  Publicidade Positiva
  De Gustibus Non Est Disputandum
  Temas em Economia
  xkcd
  Cracked
  Demography Matters
  Homo Econometricum
  Suspensão de Juízo
  Quatroventos
  phCastro
  Muçarela
  Todos os Links - Matizes Escondidos


VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog