Matizes Escondidos

15/11/2008

Disclosure

Quer trabalhar para o governo Obama? Então se prepare para abrir o jogo... Olhe só algumas das perguntas que os candidatos a cargos na nova administração americana terão que responder:

O documento inteiro está aqui.

Via IHT.


Escrito por Philipe às 12h27
[] [envie esta mensagem] []


14/11/2008

Momento humildade

Ontem, depois de muito tempo, eu consegui ver o clássico filme francês Jules et Jim. O filme tem um desenvolvimento interessante, embora diverso daquele que eu esperava. A minha única observação é que o filme tem (ou teria) um enredo que beira, às vezes, o inverossímil.

Eu particularmente prezo muito a verossimilhança em filmes e livros. Isso não exclui, claro, autores como Murilo Rubião. Se o texto ou filme se propõe a ser absurdo, é bom que ele seja (O Convidado, de Rubião, é ótimo). O problema é quando a obra se propõe a ser, digamos, 'normal' e força demais a suspensão de descrença (valeu, Adam!).

Bom, na hora de checar o perfil do filme na Wikipedia, me deparo com o seguinte:

Jules and Jim (French: Jules et Jim) is a 1962 French film directed by François Truffaut and based on the semi-autobiographical novel by Henri-Pierre Roché.

Opa, baseado em fatos reais?

Aparentemente há mais coisas entre o céu e a terra do que supõe a minha vã filosofia...


Escrito por Philipe às 16h58
[] [envie esta mensagem] []


12/11/2008

Rala o hímen 2009

Duas semanas atrás foi o Halloween (Dia das Bruxas). Dizem por aí que a meninada está cada vez mais americanizada, porque já teriam incorporaram a data ao calendário de festas. É verdade. De 2000 para cá, tivemos um aumento de 100% no percentual de crianças que passam de porta em porta pedindo doces e ameaçando travessuras. Segundo o Dataphil, elas passaram de 0,07% para 0,14% da população de 0 a 16 anos. Como, entretanto, a cada dia a proporção de pessoas que moram em apartamentos cresce, creio que já atingimos o ponto de máximo nessa tendência.

De qualquer forma, um grupo de meninas bateu à minha porta (em casa, no interior) no último Rala-o-hímen, gritando o tradicional "doçuras ou travessuras?". Eu já tinha um punhado de balas separadas (ei, e aquela história de não se aceitar doces de estranhos?), mas antes de entregá-las, eu perguntei:

- Se eu não der doces para vocês, que travessuras vocês vão fazer comigo?

Ao que uma das meninas respondeu:

- Ah, a gente não faz travessura não.

Isso que é credibilidade. Ou Dia das Bruxas politicamente correto. Ano que vem vamos ter o Dia das Senhoras de Idade Esteticamente Menos Favorecidas ou algo parecido. Em vez de doces, você vai ter que dar um cubinho de cenoura ou um talo de alface.

Orgânicos, claro.  


Escrito por Philipe às 14h28
[] [envie esta mensagem] []


10/11/2008

O início do fim

Durante muito tempo tentaram nos alertar. Mas o discurso era sempre o mesmo: não havia com o que se preocupar. A tecnologia iria resolver tudo. O fato é que o recurso ficou concentrado nas mãos de umas tantas nações - algumas delas com governos* bem pouco confiáveis. Agora, claro, muitos já perceberam que esse foi um tremendo erro. As grandes nações, porém, também têm sua parcela de culpa. O fato é que agora esse recurso, o combustível da sociedade do conhecimento°, alcançou um preço que poucos, mesmo no passado recente, poderiam prever.

A era do miojo a um real chegou.

*  Argentina?

º A dieta do universitário é composta basicamente de miojo e, eventualmente, um pedaço de bacon.

??? - De http://www.cracked.com/article_16556_15-images-you-wont-believe-arent-photoshopped.html.


Escrito por Philipe às 21h07
[] [envie esta mensagem] []


09/11/2008

Saturday Morning Breakfast Cereal

Saturday Morning Breakfast Cereal. Via A Softer World.


Escrito por Philipe às 21h52
[] [envie esta mensagem] []



Verme de ouvido

Musiquinha que não sai da cabeça: "Ce Jeu", de Yelle. Forte candidata a "verme de ouvido".


Escrito por Philipe às 20h31
[] [envie esta mensagem] []



Applesnobe

Ah, então a Apple é superultracool, hein? Pois é, eu tenho que usar um programa da Apple porque, salvo engano, a m*rda da última versão de um codec deles (proprietário?) ainda não está disponível no KLM Codec Pack, e a câmera do meu pai só grava naquele formato. O programa é o bendito QUICKTIME. Bloatware, Quicktime. Bloattime, e nada de quickware.

Da próxima vez que eu trombar com um Applesnobe, eu vou olhar fundo nos olhos dele e sair gritando "Quicktime, Quicktime!" o mais alto possível e sair pulando e correndo em círculos. Todo mundo vai olhar. Hahaha, será lindo como ele será considerado o esquisito!

Odeio Quicktime!


Escrito por Philipe às 08h18
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   
Histórico

OUTROS SITES
    A garota 100% perfeita
  Tudo o que você sempre quis saber sobre a multa nos sushis que sobraram no rodízio... mas não tinha coragem de perguntar ao amigo economista
  E-book dos ditados populares
  Dilbert Blog (Scott Adams)
  Geek Press
  A Softer World
  Blog do Mankiw
  Publicidade Positiva
  De Gustibus Non Est Disputandum
  Temas em Economia
  xkcd
  Cracked
  Demography Matters
  Homo Econometricum
  Suspensão de Juízo
  Quatroventos
  phCastro
  Muçarela
  Todos os Links - Matizes Escondidos


VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog