Matizes Escondidos

02/10/2008

Concorrência no Vestibular UFMG e preço de commodities

Outro dia eu mostrei que a concorrência nos cursos de Geologia, Engenharia de Minas e Engenharia Metalúrgica da UFMG nos vestibulares de 1998 a 2009 estão correlacionados com o preço do minério de ferro. Cabe lembrar que correlação não significa necessariamente causalidade.

Um outro exercício que eu fiz foi analisar os preços de commodities alimentares (conforme exposto pelo índice CRB Reuter Foodstuffs) e sua correlação com a média aritmética da concorrência dos cursos de Agronomia e Medicina Veterinária, também para os vestibulares UFMG de 1998 a 2009.

A correlação é alta, de 0,90. Entretanto, o sinal é o contrário do esperado (quanto maior o preço das commodities, menor a concorrência). Provavelmente a correlação é espúria.

Ou ainda, quando sobe o preço das commodities, a atratividades de outras áreas (como metais e óleo) pode subir mais rapidamente do que da área alimentícia. Se o preço da maioria das commodities variar positivamente ao mesmo tempo, como o que ocorreu nos últimos tempos, o gráfico pode fazer sentido: potenciais candidatos podem estar concorrendo a uma vaga, por exemplo, em Engenharia de Minas.  

Concorrência UFMG 1998-2009 - Commodities Alimentícias


Escrito por Philipe às 22h16
[] [envie esta mensagem] []



Xenu Link Sleuth

Um dos critérios que o Google utiliza para classificar (o famoso PageRank) os sites no seu mecanismo de busca é a qualidade dos links listados. Links quebrados, links que são redirecionados, links para páginas suspeitas, etc, penalizam o site, fazendo com que ele seja listado em posições menos visíveis. Assim, uma maneira de aumentar a visibilidade de seu site é melhorar a qualidade dos links.

Mas, como fazê-lo? São tantos os links que mesmo um site pequeno (como meu blog) lista que é muito trabalhoso conferi-los manualmente. Nesse caso, minha dica é usar um programa gratuito que se chama Xenu Link Sleuth. Você indica a URL que deseja pesquisar e o programa busca rapidamente o status dos links. Vale a pena dar uma olhada.

Não vou dar o link aqui, porém. Vai que ele quebra... =) [christianpior]Joga no Google![/christianpior].


Escrito por Philipe às 22h02
[] [envie esta mensagem] []


30/09/2008

Dramatic Look

Mais de 10 milhões de exibições no Youtube... Cuidado, pois o roedor de sabe algo que você não sabe...

Não entendeu nada? Procure no Youtube por "Dramatic Look".


Escrito por Philipe às 21h34
[] [envie esta mensagem] []


29/09/2008

Concorrência do Vestibular UFMG - Análise de Engenharia de Minas, Geologia e Engenharia Metalúrgica.

Como já tinha feito antes, aqui, hoje dei uma olhadinha em alguns aspectos da concorrência do vestibular da UFMG, para os concursos entre 1998 e 2009. Em especial, a ascensão de grupo de cursos, chamados aqui de G1, que englobam áreas correlatas à metalurgia e mineração, composto por Geologia, Engenharia de Minas e Engenharia Metalúrgica. Antes "patinhos feios", hoje eles são mais concorridos que a média dos cursos. É observada uma correlação (que não significa, necessariamente, causalidade) entre o preço do minério de ferro (infelizmente o link "morreu") e a concorrência desses cursos.

No seguinte gráfico, G2 é composto por Engenharia Química, Engenharia de Controle e Automação e Geografia e Geografia (bacharelado e diurno). No G3, coloquei os cursos "tradicionais" de Medicina, Direito (média dos turnos para os anos de 2004 a 2009) e Engenharia Civil.

Concorrência do Vestibular UFMG 1998-2009

Conforme já observado, o grupo G2 flutua em torno de uma média e é ultrapassado pelo grupo G1 no final do período. O grupo G1 apresenta crescimento em todos os anos a partir de 2004 (esse, inclusive). O grupo G3 apresenta tendência de queda durante a maior parte do período, mas essa é revertida no final.

Preço do minério e Concorrência do Vestibular UFMG - 1998 a 2009

No gráfico acima, plotei os valores das concorrências do grupo G1, de 1998 a 2009, contra os valores da tonelada do minério de ferro. Há uma associação positiva entre o preço em dólares do minério e a concorrência no agregrado de cursos G1.

Concorrência no Vestibular da UFMG 1998-2009

O gráfico acima mostra a evolução da concorrência total na UFMG e nos cursos do agregado G1, de 1998 a 2009. Vemos como a concorrência total apresenta uma tendência de queda (o declínio expressivo do concurso 2009 pode ser explicado pela abertura de novos cursos e novas vagas), enquanto o agregado G1 apresenta uma tendência de alta, ultrapassando a concorrência total da UFMG no final do período.

Em resumo: os cursos da UFMG, em geral, estão se tornando menos concorridos. Cursos ligados à mineração são exceção, o que talvez possa ser explicado pelo boom das commodities, como exemplificado e aproximado pelo caso do minério de ferro.


Escrito por Philipe às 18h54
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   
Histórico

OUTROS SITES
    A garota 100% perfeita
  Tudo o que você sempre quis saber sobre a multa nos sushis que sobraram no rodízio... mas não tinha coragem de perguntar ao amigo economista
  E-book dos ditados populares
  Dilbert Blog (Scott Adams)
  Geek Press
  A Softer World
  Blog do Mankiw
  Publicidade Positiva
  De Gustibus Non Est Disputandum
  Temas em Economia
  xkcd
  Cracked
  Demography Matters
  Homo Econometricum
  Suspensão de Juízo
  Quatroventos
  phCastro
  Muçarela
  Todos os Links - Matizes Escondidos


VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog