Matizes Escondidos

12/07/2008

Chinglish

Hoje meu pai comprou uma lanterna de LED. O legal é que os LEDs gastam tão pouca energia que você pode carregar a lanterna simplesmente apertando uma pequena alavanca no corpo da mesma. Ela não precisa de pilha nem bateria.

Lanterna de LED com carga manual

O que me chamou a atenção, no entanto, foi o excelente "ingrês" da embalagem. Aliás, como a lanterna é chinesa, "chinglês".

Da wikipedia: Chinglish is a portmanteau of the words Chinese and English and refers to spoken or written English which is influenced by Chinese. There are an estimated 300 to 500 million users and/or learners of English in the People's Republic of China.

The term "Chinglish" is mostly used in popular contexts and may have pejorative or derogatory connotations. The terms "Chinese English" and "China English" are also used, mostly in the academic community, to refer to Chinese varieties of English.

Ei-lo:

Chinglish

It can illuminate only placing it in rhythm! Low noise and health!


Escrito por Philipe às 22h30
[] [envie esta mensagem] []


11/07/2008

Não é jabá

É muito ruim quando um meio de comunicação útil acaba sendo corrompido por uso indevido de uma minoria. O spam é o caso clássico: entre 1999 e 2001 (salvo engano e para meus endereços), quando os spammers estavam muito à frente dos filtros contra mensagens indesejáveis, o e-mail só era utilizável depois de passar uns bons dois ou três minutos por dia apagando o lixo. Quando se tinha 2MB (!) de espaço na caixa postal, era dureza... Tinha gente à época que apostava no fim do e-mail.

Com o telefone aconteceu algo parecido, só que em menor intensidade, com o telemarketing. Conheço gente que não atende nenhum número desconhecido, para escapar das propagandas via telefone.

E temos o orkut. O orkut sempre teve aquelas self-made bobagens, como os perfis cheios de mensagens banais, chavões, flashs coloridos que o dono escolheu colocar. Mas ok, o perfil é o dele. De Gustibus Non Est Disputandum.

Mas os vírus e spams, claro, são indesejáveis e atrapalham o uso da rede de relacionamentos. Sempre que eu vejo um perfil que manda vírus ou spam, eu o denuncio. Até semana passada, a história terminava aí.

Agora, o orkut manda para quem denuncia um pequeno relatório referente à sua denúncia: se ela foi aceita ou não, e o que aconteceu com o perfil denunciado. É bem bacana. Um incentivo a mais para denunciar o mau uso da rede. Denuncie você também!

O relatório é algo como se segue:

Hi Philipe,

Thank you for your reporting of abuse on Orkut on "2008-07-08".

We have reviewed your request and agree that this content is not in accordance with Orkut's terms of service. Our team has taken action to remove this content, but if you find it again, please report it to us again.

We thank you for helping us to keep Orkut clean!

Content reviewed: "Adriana Marques"

Teve uma vez que não aceitaram:

Hi Philipe

Thank you for your reporting of abuse on Orkut on "2008-07-01".

Based on our review and consideration of Orkut's terms of service, we understand that this content does not currently break any policies on Orkut. If you believe that a mistake has been made, please re-submit your complaint with additional information to help our support team better understand your concerns with this content.

For further information regarding our policies on Orkut, please refer to link below.
http://help.orkut.com/support/bin/answer.py?answer=16198&hl=pt-BR

De qualquer forma, é bacana a accountability a que o orkut se propõe.


Escrito por Philipe às 21h36
[] [envie esta mensagem] []


10/07/2008

John Kenneth Galbraith

Onde é que você pode pedir um ovomaltine de qualidade, bem como esfihas de queijo deliciosas?

Só no Habob's, claro!

Entendeu? Hein, hein?

PS: Se você pedisse a combinação aí em cima pelo número, já seria no McHabob's.


Escrito por Philipe às 18h33
[] [envie esta mensagem] []


09/07/2008

Amassamento sem compromisso

Outro dia eu recebi um spam no orkut que anunciava a venda de carros japoneses, importados diretamente do Japão. Na mensagem, era indicado um blog que tinhas as "ofertas" japonesas. Segundo o tal blog (disponível aqui) "você pode comprar seu carro ou sua moto no leilão japonês!!!". "Leilão japonês" me lembrou de "melão japonês" e de "ralinho japonês", mas essa é uma outra história.

O engraçado é o diferencial oferecidos: amassamento de carro sem custo.

Isso mesmo! Dizem eles: "Amassamos seu carro sem nenhum custo!". Pode conferir.

Uai, assim é fácil vender carro. Eu amasso o sem carro de graça também. Se bobear, ainda dou uma balinha de cereja. Afinal, relacionamento com o cliente é tudo.

PS: Rebeci um comentário bem pertinente a respeito da questão, de Leo Martins, que tem um blog em  http://leomrtns.blogspot.com:

É só um chute, mas acho que eles se referem ao carro usado - caso o sujeito queira trocar de carro. No Japão carros com mais de três anos passam por revisão anual (chamado de "shaken"), que custa uns mil dólares. Ou seja, carros desvalorizam muito rápido: carros com mais de 100 mil Km ou mais de 6 anos não possuem valor, e devem ser jogados fora. "Jogar fora" também custa, e acho que é por isso que o vendedor se oferece para "amassar" (jogar fora) de graça. Não apenas carros/motos, mas qualquer coisa que não caiba num saco de lixo também custa para ser removida. Há pessoas que se oferecem a recolher esse lixo de graça _quando_é_possível_revender_ (geladeiras, TVs, etc). Assim eu duvido que o vendedor, de fato, jogue fora/amasse o carro (ele pode revender dizendo que é "carro de leilão"...).


Escrito por Philipe às 18h00
[] [envie esta mensagem] []


08/07/2008

Eleições municipais 2008

A cada dia eu fico mais convencido da importância de se ter um Estado forte (o que não significa grande) e eficiente.

E, a cada ano de eleição, eu fico mais convencido de que os incentivos da vida política tornam muito difícil a obtenção de um Estado que, mesmo que não seja perfeito, seja bom o suficiente. Nas eleições municipais, a desilusão é ainda mais forte. Vereadores que só aparecem três meses antes de cada eleição (e que não são acessíveis nos outros três anos), mentiras em jornais feitos com dinheiro público, prefeitos tocando reformas e reformas de utilidade duvidosa, acusações de corrupção. E o baixo nível não desta ou daquela cidade: é praticamente generalizado, principalmente nas cidades pequenas (não isentando cidades médias e grandes, claro. Já ouviu falar de Juiz de Fora?).

As exceções existem, claro, acho que a cada dia elas se mostram mais claras, a população se mostra receptiva a algumas delas, e os incentivos lentamente melhoram. Mas, por ora...

É por isso que, a cada eleição eu sigo mais um pouquinho a seta vermelha mostrada abaixo. Faça o seu teste também, no Políticômetro da Revista Veja, ou no do Ordem Livre.


Escrito por Philipe às 07h43
[] [envie esta mensagem] []


07/07/2008

Pulando do barco?

UOL Blog é terrível. Terrível. Algo tem que ser feito em relação a isso...

 


Escrito por Philipe às 22h32
[] [envie esta mensagem] []



Jabá

Como indicado pelo Claudio Shikida, o perfil no orkut de uma simpática moça traz, como livros preferidos:

Leio pouco(em média 30pg por dia), fora os livros da Facul eu li isso por enquanto esse ano(2008):

01. Portal do Destino - Agatha Christie
02. O Mundo é Plano - Thomaz L. Friedman
03. Tudo que eu queria te dizer - Martha Medeiros
04. A ira dos anjos - Sidney Sheldon
05. Caverna do Dragão - O último epsódio
06. Comédias para se ler na escola - L.F. Verissímo
07. A Arte da Guerra
08. Sushi - Tudo que você sempre quis perguntar sobre a multa dos sushis que sobraram...mas não tinha coragem de perguntar ao amigo economista. - Claudio Shikida
09. Pai rico, pai pobre - Robertt Kyosaki

Atentem para o livro nº 8. Eu tive o enorme prazer de dar uma contribuição(zinha) para a realização do mesmo, e é uma enorme satisfação vê-lo lembrado.


Escrito por Philipe às 22h30
[] [envie esta mensagem] []


06/07/2008

Bugalho é uma fruta européia

A maioria de nós já escutou um ditado que diz "não confunda alhos com bugalhos". Outro dia eu pensei: "que raios seria um bugalho?"

Do dicionário Houaiss:

Alho: erva de até 60 cm (Allium sativum), com folhas lineares, flores brancas ou avermelhadas e cápsulas loculicidas; bulbo dessa planta, constituído por vários bulbilhos ou dentes e tb. chamado cabeça.

Bugalho: noz-de-galha; qualquer fruto cuja casca se assemelhe à da noz-de-galha.

Sendo o bugalho uma planta da Europa, parece-me que este dito veio junto com Portugal, d'Além-Mar.

Bugalho, por Rui Soares Simão. => Bugalho


Escrito por Philipe às 08h35
[] [envie esta mensagem] []



Problema no Oi Velox

Não foi só a Telefônica que teve problemas essa semana. O usuário de Oi Velox de Minas Gerais tampouco conseguiu usar a Internet do meio dia de sexta (4/7/2008) até o meio dia de sábado (5/7/2008). Não vi em nenhum jornal, mas é um grande contratempo ficar sem Internet banda larga (a conexão discada funcionava) por qualquer momento que seja, o que dirá um dia inteiro.

Isso impactou meu blog: não consegui colocar post na sexta, e minhas visitas, que são principalmente de Minas Gerais, despencaram:

Google Analytics: não vá para a cama sem ele. :)


Escrito por Philipe às 08h14
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   
Histórico

OUTROS SITES
    A garota 100% perfeita
  Tudo o que você sempre quis saber sobre a multa nos sushis que sobraram no rodízio... mas não tinha coragem de perguntar ao amigo economista
  E-book dos ditados populares
  Dilbert Blog (Scott Adams)
  Geek Press
  A Softer World
  Blog do Mankiw
  Publicidade Positiva
  De Gustibus Non Est Disputandum
  Temas em Economia
  xkcd
  Cracked
  Demography Matters
  Homo Econometricum
  Suspensão de Juízo
  Quatroventos
  phCastro
  Muçarela
  Todos os Links - Matizes Escondidos


VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog