Matizes Escondidos

01/03/2008

The Knack

Você já parou para pensar como funciona o Google Images?

Busca de texto, sem segredo. Cria-se um sistema que analisa o conteúdo das páginas e, por exemplo a quantidade de links que indicam para essas páginas, criando-se um índice de relevância. É um texto (palavras-chave) buscando outro texto (páginas que contenham as palavras-chave).

Pois é, já a busca por imagens é um outro mais complexa. Clique aqui para ler sobre ela na Wikipedia. Mas não é sobre como ela funciona que eu quero falar.

É que o Google lançou uma ferramenta, o Image Labeler (por enquanto, só em inglês) que é bem divertida.

Quando você se loga nela, a ferramenta mostra para você e para um parceiro seu uma imagem, e pede para que você coloque nela o maior número possível de tags (seriam como descrições). Cada vez que um tag que você imaginar conferir com a do seu parceiro, ela irá para o mecanismo de busca do Google Images, apurando cada vez mais o mecanismo de busca.

Sinceramente, não se ela realmente vai ajudar muito o mecanismo de busca de imagens a ficar mais apurado. Mas, acredite em mim, é divertido!

Recomendo dar uma olhadinha.

Além disso, é bom fazer favores para o Google. Quando a empresa dominar o mundo, se você ter sido um bom colaborador, poderá arrumar um cargo de zelador ou assemelhado.


Escrito por Philipe às 19h34
[] [envie esta mensagem] []


29/02/2008

Tire a mão da minha linguiça!

A prova que peixes não precisam de bicicletas para fazer pipoca: "Tire a mão da minha lingüiça", aqui, o mais novo empreendimento do Claudio do De gustibus.

Eu já li. Garantia de algumas interrogações e boas risadas!


Escrito por Philipe às 17h28
[] [envie esta mensagem] []


28/02/2008

Notícias bizarras

Rarará! Parece Dias Gomes!

Da Folha de São Paulo de hoje:

Demissão ocasionada por flatulência é anulada em SP

A demissão por justa causa de uma funcionária que, segundo a empresa, excedia-se em flatulência no ambiente de trabalho foi pelo ares.
Juízes da 4ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo decidiram pela readmissão da empregada e pelo pagamento de R$ 10 mil por danos morais.

Para basear o voto, o relator do processo, juiz Ricardo Artur Costa e Trigueiros, recorreu a um artigo em que o médico Drauzio Varella afirmava que a emissão de gases intestinais não é doença. Segundo ele, a emissão de gases é "involuntária" e, "embora gere constrangimento e piadas, não há de ter reflexos na vida contratual".

"A flatulência pode estar associada à reação de organismos sadios, sendo sinal de saúde. [A demissão] pune indiscretas manifestações da flora intestinal sobre as quais empregado e empregador não têm pleno domínio", diz a decisão.

O processo teve origem na vara trabalhista de Cotia (na Grande São Paulo).

O juiz cita ainda o livro de Jô Soares "O Xangô de Baker Street", em que Dom Pedro 2º soltava gases na corte.


Escrito por Philipe às 21h31
[] [envie esta mensagem] []



Phil-a-post

Via Geek Press, aqui: anúncios colocados em lugares infelizes.

Excelente... Você viu aonde a lama foi parar? Rararará!


Escrito por Philipe às 20h49
[] [envie esta mensagem] []


27/02/2008

Must read (soon)

Mais uma resenha do livro de Dan Ariely, Predictably Irrational, aqui, no International Herald Tribune.

O livro já está à venda na "Amazon dos pobres", a Livraria Cultura, aqui.


Escrito por Philipe às 17h31
[] [envie esta mensagem] []


26/02/2008

Conselho profissional

Um dos meus poucos leitores que não está buscando informações sobre como tomar pílula seguinte, e assim, creio eu, evitar dores de cabeça futuras (clique aqui ou aqui para entender o acontecido) é o sr. Adam Brandizzi, de Brasília. Ele mantem um blog, o Suspensão de Juízo, aqui, interessamente batizado com o nome de uma teoria artística (leia mais aqui, na Wikipedia em inglês).

Ele e mais dois amigos (aqui e aqui) traduziram um interessante post do blog do Scott Adams, o desenhista do Dilbert. Bom, ei-lo.

PS, errata: Diz Adam: "Na verdade, suspensão do juízo (http://pt.wikipedia.org/wiki/Suspens%C3%A3o_do_ju%C3%ADzo) é um conceito filosófico, o ato de se abster de emitir um juízo. Isso â que você se referiu é suspensão de descrença (ou suspensão de descrédito). Eu ainda vou lançar outro blog com esse título, falando sobre computação (afinal, só com suspensão de descrença alguém que conhece computadores pode utilizá-los ;) )"

Conselho profissional, por Scott Adams

Ontem à noite eu conheci uma supervisora de scripts. Ela trabalha com diretores para garantir que um filme tenha a continuidade certa e que uma cena combine com a próxima. É um trabalho fascinante, no qual se convive com os maiores diretores, roteiristas e celebridades. Não há dois trabalhos iguais. Como se consegue esse tipo de emprego? Ela me disse que graduou em antropologia e simplesmente “caiu nessa” através de uma série de eventos.

Eu conheço a sensação. Eu me especializei em Economia, fiz um MBA, trabalhei num banco, depois numa companhia telefônica, e me tornei um cartunista.

Para cada pessoa que estuda algo específico, como Direito ou Medicina, e efetivamente termina nesse tipo de carreira, eu imagino que haja umas cinco que deixam a sorte escolher suas carreiras. Isso ocorre com mais freqüência do que você pensa, mas não se pode recomendá-lo como uma estratégia de carreira. Ao invés disso, eu recomendo uma fórmula geral para o sucesso. Permita-me explicar.

Se você deseja uma vida medianamente bem-sucedida, isso não precisa de muito planejamento. Apenas mantenha-se longe dos problemas, vá à escola e candidate-se a empregos de que você goste. Entretanto, se você quer algo extraordinário, você tem dois caminhos:
Torne-se o melhor em alguma coisa específica.
Torne-se muito bom (entre os 25% melhores) em duas ou mais coisas.

A primeira estratégia é difícil a ponto de ser quase impossível. Poucas pessoas chegarão a jogar na NBA ou lançar um álbum de platina. Não recomendo a ninguém sequer tentar.

A segunda estratégia é bem mais fácil. Todo mundo tem pelo menos umas poucas áreas nas quais podem ser um dos 25% melhores com algum esforço. No meu caso, sei desenhar melhor que a maior parte das pessoas, mas dificilmente seria um artista. E não sou nem um pouco mais engraçado que o comediante stand-up típico que nunca chegou a ser grande, mas sou mais engraçado que a maioria das pessoas. A mágica é que poucas pessoas sabem desenhar bem e escrever piadas. É a combinação dos dois que torna o que eu faço tão raro. E quando você acrescenta meu background em administração, de repente eu tenho um tópico que poucos cartunistas poderiam esperar entender sem vivê-lo.

Sempre recomendo aos jovens que se tornem bons oradores (entre os 25% melhores). Qualquer um pode fazer isso com prática. Se você acrescentar esse talento a qualquer outro, de repente você é o chefe das pessoas que têm apenas uma habilidade. Ou faz uma graduação em administração, além de sua graduação em engenharia, direito, medicina,
ciências, o que quer que seja. De repente você está no comando, ou talvez você funde sua própria empresa usando seu conhecimento combinado.

O capitalismo recompensa coisas que sejam raras e valiosas. Você se faz raro ao combinar dois ou mais “muito bons” até que ninguém mais tenha a sua mistura. Eu não passei muito tempo com a supervisora de roteiros, mas ficou óbvio que sua habilidade verbal e de escrita está no nível mais alto, assim como suas habilidades interpessoais. Imagino que ela tenha uma grande atenção por detalhes, e talvez algumas outras competências na mistura. Provavelmente nenhuma dessas habilidades dela esteja entre as melhores do mundo mas, juntas, elas fazem um pacote forte. Aparentemente, ela tem sido muito requisitada há décadas.

Pelo menos uma das habilidades da sua mistura deve envolver comunicação, seja escrita ou verbal. E ela pode ser tão simples quanto aprender a vender mais efetivamente que 75% do mundo. Essa é uma. Agora acrescente a isso o que quer que sua paixão seja, e você tem duas, porque isto é a coisa em que você facilmente porá energia suficiente para alcançar os 25% melhores. Se você tem talento para uma terceira habilidade, talvez administração ou falar em público, desenvolva-a também.

Isto soa como um conselho genérico, mas você dificilmente encontraria alguma pessoa bem-sucedida que não tivesse três habilidades entre as 25% melhores.

Quais são as suas três?


Escrito por Philipe às 19h34
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   
Histórico

OUTROS SITES
    A garota 100% perfeita
  Tudo o que você sempre quis saber sobre a multa nos sushis que sobraram no rodízio... mas não tinha coragem de perguntar ao amigo economista
  E-book dos ditados populares
  Dilbert Blog (Scott Adams)
  Geek Press
  A Softer World
  Blog do Mankiw
  Publicidade Positiva
  De Gustibus Non Est Disputandum
  Temas em Economia
  xkcd
  Cracked
  Demography Matters
  Homo Econometricum
  Suspensão de Juízo
  Quatroventos
  phCastro
  Muçarela
  Todos os Links - Matizes Escondidos


VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog