Matizes Escondidos

08/12/2007

Fill-a-post II

Fazia um tempo que eu procurava estas estatísticas... Até que eu achei, outro dia. Aliás, através de quem? Eu sei que o prêmio Nobel de economia (que, aliás, não é exatamente um prêmio Nobel) é dado para pesquisas inovadoras, mas acho que ele merecia, pelo trabalho duro para gerar as estatísiticas. Clique aqui para baixar o paper.


Escrito por Philipe às 19h54
[] [envie esta mensagem] []


07/12/2007

Casamento por Interesse - Uma análise

É um texto apócrifo, não acho que seja verídico o fato relatado, mas a intuição no texto está correta, na minha opinião. Vou colocar aqui, achei interessante para aqueles (as) que pretendem se casar por interesse.

Publicado em um site financeiro.

"Eu sou uma garota linda (maravilhosamente linda) de 25 anos. Sou bem articulada e tenho classe. (...) Estou querendo me casar com alguém que ganhe no mínimo meio milhão de dólares por ano. Tem algum homem que ganhe 500 mil ou mais neste site? Ou esposas de gente que ganhe isso? Vocês poderiam me mandar algumas dicas? Eu namorei um homem de negócios que ganha por volta de 200 a 250 mil. Mas eu não consigo passar disso. 250 mil não vão me fazer morar em Central Park West. Eu conheço uma mulher da minha aula de ioga que casou com um banqueiro e vive em Tribeca, e ela não é tão bonita quanto eu, nem é inteligente.

Então, o que ela fez de certo que eu não fiz? Como eu chego ao nível dela"?

Sim, a mulher estava pedindo dicas sobre como arrumar marido rico. Mas isso não é o mais legal, o melhor da história é que um cara, possivelmente um economista ou investidor, deu a ela uma resposta muito bem articulada e fundamentada.

"Eu li seu anúncio com grande interesse e pensei com cuidado sobre seu dilema. Fiz a seguinte análise da situação. Primeiramente, não estou gastando seu tempo, pois me qualifico como um homem que atende seu
orçamento; ou seja, eu ganho mais de 500 mil por ano. Isto posto, eu considero os fatos da seguinte forma: sua oferta, quando vista da perspectiva de um homem como eu, é simplesmente um péssimo negócio.

Eis o porquê: deixando as firulas de lado, o que você sugere é uma negociação simples. Você entra com sua beleza física e eu entro com o dinheiro. Ótimo, fácil. Mas tem um problema. Sua aparência vai se acabar e meu dinheiro vai continuar existindo, perpetuamente... de fato, é bem possível que meus rendimentos aumentem, mas é certeza absoluta o fato que você não vai ficar nem um pouco mais bonita!

Assim, em termos econômicos, *você é um ativo sofrendo depreciação e eu sou um ativo rendendo dividendos*. Você não somente sofre depreciação como esta depreciação sempre aumenta! Explicando, você tem 25 anos hoje e deve continuar gostosa pelos próximos 5 anos, mas sempre um pouco menos a cada ano. Então o fim de sua aparência começa cedo. Aos 35 anos você já estará acabada! Então, usando o linguajar de Wall Street, *nós a chamaríamos de "trading position" (posição para comercializar), e não de "buy and hold" (compre e retenha) - que é o que você deseja ... daí o problema... casamento.

Não faz sentido, do ponto de vista de negócios, "comprar" você (que é o que você quer), portanto *prefiro alugá-la*. Se você estiver pensando que estou sendo cruel, eu tenho a dizer o seguinte: se meu dinheiro vai se acabar, você também vai. Então, quando sua beleza se esvair eu tenho que ter uma opção de saída. É simples assim. Um negócio razoável, portanto, é um namoro, e não casamento.

Paralelamente a isso, bem no início da minha carreira me ensinaram sobre mercados eficientes. Assim, eu me pergunto como uma garota "articulada, com classe e maravilhosamente linda" como você ainda não achou seu tio Sukita. Acho difícil acreditar que você é tão bonita quanto diz e os 500 mil dólares ainda não te encontraram, nem que fosse pra um "test drive". Por sinal, sempre há um jeito de você descobrir como ganhar dinheiro por conta própria, para que não precisemos ter essas conversas difíceis. Com tudo isso dito, devo dizer que você está tentando da maneira certa. É a clássica "capitalização via golpe do baú". Espero que tenha sido útil e, *se
quiser negociar um contrato de aluguel, fale comigo."


Escrito por Philipe às 19h47
[] [envie esta mensagem] []


06/12/2007

A Vale foi vendida a preço de banana?

A Companhia Vale do Rio Doce foi vendida a preço de banana?

Eu não sei, nunca achei nada mais sério a respeito.

Achei, porém, um artigo interessante, aqui, que trata do outro lado da história, do ponto de vista não-hegemônico. Vale a pena conferir, nem que seja para discordar. 

Trechos:

O valor de mercado de uma empresa reflete a percepção dos investidores sobre sua rentabilidade futura, ou seja, o retorno financeiro do investimento. Isso significa que o valor de suas ações sintetiza as percepções em relação às possibilidades futuras de ampliação das receitas, de realização de novos investimentos lucrativos, de produção eficiente e de controle de custos. No dia de sua privatização, em 6 de maio de 1997, a Vale foi valorizada em US$ 10,4 bilhões. Quatro anos depois, no dia do chamado “descruzamento das ações”, em 15 de março de 2001, realizado para resolver problemas societários que afetavam a governança da empresa, seu valor era menor: US$ 9,2 bilhões. Nesse período, o preço de seu principal produto, o minério de ferro, se manteve rigorosamente estável.

(...)

Hoje, a Vale tem um valor de mercado de US$ 137 bilhões. Diriam que o preço do minério de ferro explica essa evolução. De fato, o preço do seu principal produto teve um expressivo crescimento desde 2001, multiplicando-se por 2,8 vezes. Não explica, porém, a multiplicação do capital da Vale em quase 15 vezes no mesmo período. Além disso, a Vale deixou de ser a sétima mineradora do mundo para se tornar a segunda.

Esse assunto é um vespeiro, mas, como disse, achei o artigo relevante. Recomendo.


Escrito por Philipe às 15h35
[] [envie esta mensagem] []



Boa, 06!

Todo mundo já falou algo sobre 'Tropa de Elite' em seus blogs, menos eu. Bom, vamos lá.

Dia desses eu estava em uma loja de roupa, dessas que, quando você entra, é cercado por uma batalhão de funcionários oferecendo um cartão da loja, desses que permitem dividir a compra em n meses, sem entrada, com desconto de x porcento na primeiro compra, etc.

Eu estava lá, no tal dia, escutando essas abobrinhas de um vendedor, quando ele me disse algo engraçado. "Aí você já saiu com o cartão agora mesmo. Entendeu? Fatiou, passou, tá beleza!".

"Fatiou, passou". Essa frase é do filme, para quem não lembra, na hora em que o cap. Nascimento ensina a realizar a progressão em favela. É uma frase bem despistada, nada de muito saliente... Fiquei muito surpreso do vendedor ter usado essa frase. Acho que só lembrei porque tinha visto o filme há pouco tempo.

Mais um prova de que esse não foi só um filme, foi um fenômemo social gerador de vinhetas e bordões...


Escrito por Philipe às 15h30
[] [envie esta mensagem] []


03/12/2007

Google Trends

Brincando com o Google Trends...

Olhem só como a demanda por "Paulo Freire" é sazonal, com picos de seis em seis meses. Minha hipótese? Devem ser os estudantes de pedagogia fazendo pesquisa. A evidência é compatível, se lembramos que boa parte das faculdades tem dois ingressos por ano.

Se sobrepormos os gráficos, eles tem uma elevada coincidência:

Eu repeti o procedimento para a palavra chave 'Pavlov'. Temos algo semelhante.

Há coincidência, embora menos.


Já que estou brincando com Google Trends... Quem é mais popular?

 


Escrito por Philipe às 12h26
[] [envie esta mensagem] []



Cadê a grana?

Onde está o dinheiro do mundo?

Do relatório 'Sovereign Wealth Funds - State Investiments on the Rise', disponível aqui. Aliás, eu estou ficando viciado em ler as publicações do Deutsche Back Research... Relevantes, concisas, bem redigidas e bem ilustradas, de graça e enviandas para o seu email! Quer folga maior?

Clique aqui se se interessar em receber os informes. É só procurar a seção "email subscription".


Escrito por Philipe às 12h05
[] [envie esta mensagem] []



Observação

Vocês já repararam que quase toda cachoeira se chama Véu de(a) Noiva? Procurem no Google que vocês vão achar um monte delas.

Alguém comentou sobre isso aqui, mas eu também tinha chegado independemente à essa observação, há anos. Daí eu tive vontade de escrever aqui.


Escrito por Philipe às 11h55
[] [envie esta mensagem] []


02/12/2007

Aleatórias

Quando eu vejo uma velhinha (minha vó, por exemplo) chorando porque o marido (também velhinho) faleceu, eu fico uma parte triste, claro. Mas uma outra parte fica feliz, de saber que, mesmo após décadas de casamento, ainda havia uma pontinha de sentimento entre eles.

***

Quando eu li a notícia Avião da FAB cai em Formosa, eu achei que eles estavam falando de Taiwan! Juro. Eu tinha ficado até contente que tinha um brasileiro treinando com forças armadas estrangeiras... Isso até descobrir que era Formosa (GO). Nada contra o povo de Formosa (GO), claro! Aliás, foi lá que encontram o corpo do jogador de basquete americano que tinha sumido. Aqui.

Taiwan - Formosa

***

Ouro de Moscou? O jornal Pravda.ru, que, aliás, não é o sucessor do famoso Pravda soviético, tem edição em quatro línguas: russo (claro), inglês (língua franca), italiano (?) e português (???). A Itália tinha um partido comunista bem forte e atuante, que, até o fortalecimento do eurocomunismo, tinha elos com Moscou. Além disso, hoje as relações comerciais com a Rússia são fortes. E o Brasil (e Portugal)? Alguém tem uma hipótese? Eu acho curioso!

***

Brincando com Google trends... Qual é o bichinho mais popular?

Dogs vs cats

Falando em preferências...

Preferência nacional


Escrito por Philipe às 22h16
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   
Histórico

OUTROS SITES
    A garota 100% perfeita
  Tudo o que você sempre quis saber sobre a multa nos sushis que sobraram no rodízio... mas não tinha coragem de perguntar ao amigo economista
  E-book dos ditados populares
  Dilbert Blog (Scott Adams)
  Geek Press
  A Softer World
  Blog do Mankiw
  Publicidade Positiva
  De Gustibus Non Est Disputandum
  Temas em Economia
  xkcd
  Cracked
  Demography Matters
  Homo Econometricum
  Suspensão de Juízo
  Quatroventos
  phCastro
  Muçarela
  Todos os Links - Matizes Escondidos


VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog