Matizes Escondidos

01/11/2007

Procurem no Google, "Tospericagerja"

Via De Gustibus, eu li esta notícia:

People With Stupid Names Now All to be Called Brad

The central government issued a decree today saying that all people with ill-advised, stupid, or embarrassing names would henceforth be known as "Brad".

"We feel this edict is vital to preserving our national dignity, which is seriously harmed every time the international community hears or reads about a prominent Taiwanese national with a ludicrous name," Vice Premier Tsai Ing-wen told reporters at the press conference. "I used to wince whenever I saw Ovid Tseng's or Sisy Chen's name in the papers, knowing that the world was laughing at us."

(...)

"If they don't like 'Brad', they can find a more suitable name themselves," Lin said. "Pick something. Get a baby names book. I don't care. I'm sick of hearing about people named 'Lycra'."

Daí eu lembrei de uma reportagem no Internation herald Tribune, aqui, sobre nomes engraçados ou constragedores, na África:

If a Sotho-speaking girl becomes pregnant before marriage, her unhappy parents may name the baby Question or Answer — an answer to the question of why their daughter was behaving so strangely before the pregnancy became known.

(...)

So except for the first child, who died as an infant, all the children were named to address the jealousy and other emotions that raged among the adults: Norest, Hatred, Praise, Confess, Raised-on and Abide.

For Zenenga's parents, the names were an inside joke, a fillip in the continuing family feud. "My father's relatives didn't speak English," he said. "So he said, 'We're going to name our children in English so they won't understand what we are saying to them.'"

(...)

Then there is the fellow from Dopotha, a village west of Bulawayo, who was born while his father was in Congo, fighting in that nation's civil wars. When the father returned, the father concluded that the newborn almost certainly was not his, and he decided to make that clear.

The son's name? Never Trust a Woman.


Escrito por Philipe às 19h08
[] [envie esta mensagem] []


31/10/2007

Espaço interno

Vocês conhecem aquela piadinha, "Como você faz para colocar cinco elefantes num Uno? Ora, dois na frente e três atrás"?

Foi dela que eu lembrei ao ler isto aqui.

Engraçado também como cada país tem uma agências inusitadas. Na África do Sul, o National Anti-Stock Theft Forum. Na Rússia tem o Ministério das Catástrofes. Qual seria a do Brasil? O falecido Ministério da Desburocratização?


Escrito por Philipe às 06h45
[] [envie esta mensagem] []


29/10/2007

Heat of the moment

O aquecimento global pode ser bom?

Parece que sim, se você morar na Groenlândia, pelo menos. Aqui.


Escrito por Philipe às 19h18
[] [envie esta mensagem] []



Sou mais a história da Loura do Banheiro

De vez em quando eu recebo "aquele" email, sobre um suposto livro americano que mostraria a Amazônia como reserva internacional sob jurisdição da ONU. O email circula há anos na internet e sempre tem um incauto que o recebe e envia para todos os seus conhecidos (e.g, eu). So que o fato é que o tal livro é uma brincadeira de mau gosto, e muito mal feita. Confiram aqui a desmontagem dessa lenda urbana (por um brasileiro) ou um pronunciamento oficial do governo americano, aqui.


Escrito por Philipe às 19h04
[] [envie esta mensagem] []


28/10/2007

Quantificando o senso comum

Do UOL, aqui. Mais uma do Náercio Menezes Filho.

Famílias pobres gastam 10% da renda com educação

São Paulo - Muitas famílias pobres brasileiras, descontentes com o ensino público, estão fazendo um esforço financeiro para matricular seus filhos em instituições privadas. Cerca de 1 milhão de famílias das classes D e E comprometem 10% de sua renda pagando mensalidade em escolas particulares, segundo um estudo que será divulgado amanhã, obtido com exclusividade pelo jornal O Estado de S.Paulo. São pessoas que recebem, em média, R$ 800 por mês (valores que variam de R$ 500 a R$ 1.500). Isso é quatro vezes mais, proporcionalmente, do que investem as classes A e B, que aplicam 2,5% do rendimento familiar em ensino privado - apesar de gastarem, quantitativamente, 5,4 vezes mais.

Tínhamos a impressão de que famílias de baixa renda também estavam gastando com educação, provavelmente por não confiarem na escola pública ou pela crença muito difundida de que a particular sempre é melhor. Decidimos investigar isso primeiro para saber se era verdade e depois para entender onde e como esse investimento estava sendo feito e o quanto comprometia da renda familiar", explica um dos autores da pesquisa, Naércio Menezes Filho, professor de economia do Ibmec São Paulo e da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (FEA-USP). "Como resultado, além de percebermos que esse gasto existia, vimos que, entre famílias de classes mais baixas, o comprometimento da renda era muito maior."

O estudo mostra também que, quanto maior a escolaridade da mãe, independentemente do salário, mais alta é a probabilidade de ela investir financeiramente na educação de seu filho. Ao comparar mães com 11 anos de escolaridade, ou seja, o ensino básico completo, com as que não são alfabetizadas, a proporção quase dobra dentro da mesma faixa de rendimentos.

Os dados são mostrados em levantamento inédito feito pelo Ibmec São Paulo e pelo Instituto Futuro Brasil, em parceria com a Fundação Lemann e o Instituto Gerdau.

(...)

Olhem a Doença dos custos de Baumol em ação:

De acordo com a publicação Gastos e Consumo das Famílias Brasileiras Contemporâneas, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a educação é justamente o item que mais cresceu nas despesas do orçamento das famílias brasileiras desde 1998. 


Escrito por Philipe às 15h09
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   
Histórico

OUTROS SITES
    A garota 100% perfeita
  Tudo o que você sempre quis saber sobre a multa nos sushis que sobraram no rodízio... mas não tinha coragem de perguntar ao amigo economista
  E-book dos ditados populares
  Dilbert Blog (Scott Adams)
  Geek Press
  A Softer World
  Blog do Mankiw
  Publicidade Positiva
  De Gustibus Non Est Disputandum
  Temas em Economia
  xkcd
  Cracked
  Demography Matters
  Homo Econometricum
  Suspensão de Juízo
  Quatroventos
  phCastro
  Muçarela
  Todos os Links - Matizes Escondidos


VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog