Matizes Escondidos

12/05/2007

Modelo de Segregação de Schelling

Felicidade é...

Baixar a plataforma .NET e rodar (finalmente) o modelo de segregação de Schelling! Este modelo foi citado no livro "The Elusive Quest For Growth", porcamente* traduzido como "O espetáculo do crescimento", de William Easterly. Foi lá que eu aprendi sobre a existência dele.

É um modelo matemático em que você pode montar diversas distribuições espaciais de seres dessemelhantes (negros e brancos, pobres e ricos, judeus e palestinos, protestantes e católicos, etc). Se você assume que cada ser prefere (ainda que muito levemente) interagir com seus semelhantes, você pode provar que provavelmente se formarão regiões relativamente homogênas, dado um número suficiente de iterações, mesmo que o cenário inicial seja bem heterogêneo.

Por exemplo, suponha que você mora num bairro onde há "acadêmicos" e "festeiros", distribuídos de maneira homogênea. Cada "acadêmico", embora não discrimine os "festeiros", tem uma ligeira preferência por morar junto de outro "acadêmico" para poder conversar sobre tópicos arcanos (e quem sabe postarem isso em seus blogs). Cada "festeiro" prefere, levemente, morar perto de outro "festeiro", quem sabe para poderem alternar quem dá carona para quem depois da "balada". Mesmo que cada um de nossos seres exiba uma preferência apenas moderada para viver perto de seus semelhantes, pode-se prever a formação de quarteirões e bairros separados, dado tempo suficiente.

Meu exemplo foi muito benigno. Pense em uma sociedade dividida entre ricos e pobres. Cada rico prefere morar perto de outro rico (mesmo que só um pouco) para poder fazer coisas de rico. Cada pobre prefere morar perto de outro pobre (mesmo que só um pouco), quem sabe para não discriminado ou para poder ter mais liberdade para fazer coisas "de pobre" e ser aceito por isso. Mesmo que você comece com uma sociedade totalmente misturada espacialmente, dê tempo ao tempo e o modelo prevê a formação de bairros com padrão distinto.

Esse é um modelo interessante para discutir a formação de guetos, favelas e Alphavilles da vida.

Se isso é 'bom', 'justo' ou recomendável é uma outra história.

O site para baixar o programa que incorpora o modelo é o http://www.econ.iastate.edu/tesfatsi/demos/schelling/schellhp.htm. Lá ele explica mais sobre o modelo e sobre o programa. Ele requer a plataforma .NET para rodar. Se o seu computador não rodar o programa, você deve baixar este arquivo e instalá-lo.

E, se puder, leia o livro do Easterly.

* Porcamente não é minha opinião, é do prof. Afonso do http://www.temaseconomia.blogspot.com, que tem uma autoridade moral infinitamente maior para fazer esse julgamento!

Modelo de Segregação de Schelling

Modelo de Segregação de Schelling - Migração

Modelo de Segregação de de Schelling - Formação de guetos


Escrito por Philipe às 22h02
[] [envie esta mensagem] []



Feminazis

Vou colocar aqui de uma vez, antes que eu me esqueça

Feminismo e a teoria do "macho alfa", em um breve comentário. Um poouco de conhecimento de psicologia evolutiva é requerido!

http://academywatch.blogspot.com/2007/04/feminists-and-alpha-male.html

(...)And since feminists most emphatically do not want to go in this direction, it is necessary for them to postulate something that they refuse to recognize in any other sphere of life: absolute, de facto, equality of opportunity. For the sexual anarchy of the feminist worldview to be morally coherent on its own terms, it is absolutely necessary for them to believe that, but for men’s own choices, all men have an equal opportunity to mate with all women.

Ok, foi um post "politicamente incorreto". Mas estou tranqüilo, acho que ninguém vai ler mesmo! =)


Escrito por Philipe às 09h03
[] [envie esta mensagem] []



Fat Man

Do Half Sigma:

Weight is genetic

A NY article article today lays out the overwhelming evidence for the fact that body weight is genetic and has hardly anything to do with environment or factors we can control.

(1) When fat people are given a starvation diet in order to lose weight, the weight is very quickly gained back, and it's nearly impossible for them to avoid this. The body goes into a starvation mode.

(2) When thin people are given a high calorie diet in order to gain weight, the weight is very quickly lost after they go back to their normal diet.

(3) Adoption studies show high correlation with natural parents' weight and no correlation with adoptive parents' weight.

(4) Identical twins reared apart have nearly identical weight.

The researchers concluded that 70 percent of the variation in peoples’ weights may be accounted for by inheritance, a figure that means that weight is more strongly inherited than nearly any other condition, including mental illness, breast cancer or heart disease.

Interestingly, intelligence has the same amount of inheritance. This means there is enough environmental influence over body weight for people who are in denial to deny the genetic link to weight, just as people deny the genetic link to intelligence.

It's also interesting that weight has a negative correlation with intelligence. Is it possible that some of the same genes control both?


Escrito por Philipe às 08h08
[] [envie esta mensagem] []



2263 - Carmen Miranda, Fidalgo. 2235 - Santinho - Nomes divertidos para bairros e regiões

Mapa de BH e da região metropolitana, "renda média dos responsáveis pelo domicílio, ano 2000", como reportado pelo "Atlas do Desenvolvimento Humano da RMBH", disponível em www.fjp.gov.br. A região metropolitana aparece no mapa, em geral, como tendo um valor médio da variável bem menor do que o da capital.

 


Escrito por Philipe às 07h01
[] [envie esta mensagem] []


10/05/2007

Brinquedinho legal: www.google.com/trends

 


Escrito por Philipe às 08h01
[] [envie esta mensagem] []



Safatchenho II

Essa vai para o Cláudio, do De Gustibus:

Adivinen quienes son los que buscan mas sexo por Internet (y otras curiosidades de Google Trends)

Clique aqui para ver a resposta!

Pois é, no fim será que cultura não importanto tanto quanto... hum... instinto?


Escrito por Philipe às 07h42
[] [envie esta mensagem] []


09/05/2007

Matiz 2

Outro dia, na biblioteca da faculdade, eu estava calmamente estudando até ser atacado por cheiro altamente repulsivo. Na verdade, o cheiro é um que a maioria de vocês deve achar muito bom. É o cheiro de um Halls verde, não sei o sabor.

Se para vocês é um cheiro fresco, para mim tem cheiro de dor de cabeça.

Sério, e não é só. É um cheiro quebradiço, esverdeado e com algumas pontas, que, embora não sejam tão finas, incomodam bastante.

Eu tenho um pouco de uma condição chamada sinestesia. Conhece?

Do blog Sinestesia.co.uk

Em primeiro lugar, o que é Sinestesia?

Do grego syn (união, junção) - aisthesis (percepção), Sinestesia é uma condição neurológica na qual o estímulo em um dos sentidos provoca uma percepção automática em outro sentido. Há dezenas de modalidades de sinestesia. A mais comum é a visão de cada letra ou algarismo de uma cor diferente. E as cores designadas para cada letra do alfabeto também diferem de pessoa para pessoa. Alguns sinestetas “vêem” sons, outros sentem o sabor de palavras ou formas, o cheiro dos objetos que tocam, enxergam imagens ao ingerir certos alimentos, e outras misturas de sensações.

Sinestesia não é uma doença, é uma condição neurológica que é experimentada pelos sinestetas como natural e automática. Eles não perdem as impressões sensoriais normais, apenas experimentam, ao mesmo tempo, outras sensações.

Algumas pessoas experimentam a sinestesia de maneira intensa, outras de maneira mais fraca (como eu), mas é sempre uma experiência única e pessoal. Dificilmente dois sinestetas tem duas "sinestesias" iguais. No meu caso, músicas tem cores e formatos, números tem cores, personalidades, gostos e cheiros também têm cor e formato. Por exemplo, não gosto de incensos em geral, especialmente um que tem um cheiro redondo e aveludado, tipo coentro, embora coentro tenha um cheiro um pouco mais cônico.

Eu sei que é bizarro ler uma coisas dessas, assim como eu acho bizarro ler coisas que outros sinestetas escrevem.

De qualquer maneira, acho que ter um pouco sinestesia (ainda que só um pouquinho!) é um privilégio. Na verdade, eu sinto uma ponta de inveja quando eu leio alguém falando que tem graus de sinestesia muito elevados e marcantes.

Mas, voltando à biblioteca, eu estava sentado quando o cheiro pontudo de dor de cabeça adentrou o ambiente. Era um cara sentado perto de mim. Eu não disse nada, e ele foi embora rapidinho!

No orkut, a comunidade está em http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=414741


Escrito por Philipe às 21h12
[] [envie esta mensagem] []



Matiz 1

Eu acho muito esquisito quando leio eu em lugar frases como "O poeta chileno, morto em 1973, deixou registrada sua indignação." Opa, opa. "morto em 1973"?

Quando eu leio "morto em 1973", tenho a tendência natural de achar que foi morte "matada", que alguém matou a pessoa em questão, e não que a pessoa tenha morrido de morte natural. Por exemplo, "Enéas Carneiro, morto recentemente, escreveu diversos artigos". Para mim, parece que alguém matou o Enéas, o que não é verdade, ele morreu de câncer.

Uma contrução melhor, na minha humilde opinião, seria algo do gênero "Enéas Carneiro, falecido recentemente, escreveu diversos artigos". Acho que assim se consegue transmitir a mensagem mais claramente, a não ser, claro, que o morto realmente tenha tido uma morte "matada", situação na qual prefiriria o uso da outra construção, como em, "O bandido, morto em tiroteio em 2000, era conhecido por sua crueldade".


Escrito por Philipe às 16h53
[] [envie esta mensagem] []


08/05/2007

Monitor Tremendo - My eyes are blind but I can see The snow flakes glistening on the tree... The sun no longer sets me free blah blah blah

Desde que instalei um computador no meu apartamento, o monitor estava tremendo. Na verdade, ele tremia quando eu colocava a taxa de atualização (refresh rate) diferente de 60Hz. Para quem não entende muito de computador, a taxa de atualização indica quantas vezes a tela é varrida por segundo, de forma a formar uma imagem visível. Quanto maior esse número, melhor. Geralmente, qualquer valor abaixo de 70Hz causa uma cintilação (flickering) que, na minha opinião, é bem desagradável e que cansa os olhos rapidamente.

Pois bem, meu monitor tremia muuuito quando eu o colocava acima de 60Hz, o que me obrigava a ficar em 60Hz, mesmo com a cintilação causada por essa taxa de atualização. Como meu monitor já tinha uma certa idade (vem desde o meu primeiro computador, um pentium 166 com 32 de RAM, de setembro de 1997), estava certo de que ele estava prestes a pifar. Ergo, era a hora de comprar um monitor novo para poder colocar uma taxa de atualização alta (tipo 75Hz) e alcançar assim um bom conforto visual.

Bom, dito e feito. Um novo monitor foi comprado, para poder, agora sim, colocar a tela acima de 60Hz. Monitor instalado e... desespero. A tela continuava tremendo acima de 60Hz! Tremendo muito! E o monitor tinha sido comprado exatamente para corrigir o problema da tremedeira.

O que fazer?

O próximo suspeito era a placa de vídeo. Claro! Depois do monitor, o que mais poderia fazer a imagem tremer? Consoante com essa linha de pensamento, eu comprei uma nova placa de vídeo. Ainda bem que eu comprei uma usada, baratinha, porque a tela continuou a tremer depois de instalá-la... Desespero enche o meu peito. O que fazer?

É, troquei o monitor e a placa de vídeo mas a tremedeira continuou.

Continuei a tentar descobrir o que causava a tremedeira: troquei de estabilizador, extensão, afastei fios, etc. E nada.

Foi aí que eu decidi entrar na net e ver se alguém tinha algum problema parecido com o meu. Na verdade, eu estava tão certo de que o problema era do monitor que eu nem pesquisei na Internet se alguém tinha um problema parecido com o meu. Tinha de ser o monitor, como não?

Procurando na net, mal pude acreditar quando achei num fórum uma pessoa com o problema igual ao meu. Monitor funciona a 60Hz (freqüência ruim, causa cintilação), mas não a 70Hz ou mais. A pessoa já tinha trocado o monitor e nada.

A pessoa só resolveu o problema quando trocou o monitor de sala, pois perto da sala onde ele costumava ficar havia muito inteferência eletromagnética.

Interessante! Essa uma hipótese que eu não havia ainda levantado. E foi batata: foi só montar o computador em outro lugar do apartamento que a tremedeira parou e eu podia colocar a taxa de atualização para mais de 60Hz! Viva! Isso foi às onze e meia da noite de domingo, e lá foram o Philipe e os seus companheiros de casa mudar o layout do quarto onde fica o computador. Arreda a cama, arreda a mesa...

No final da história, funcionou. Foi só afastar de uma dada parede do quarto que as coisas funcionaram. Aliás, pudera: como meu amigo que mora comigo lembrou, atrás dessa parede da discórdia ficam os padrões do meu andar! Os padrões! Um monte deles. Malditinhos, ficam cuspindo ondas eletromagnéticas que fazem tremer o monitor alheio.

E, quanto ao fato do monitor não tremer a 60Hz, mas tremer a mais do que isso, faz todo o sentido se você lembrar que a rede elétrica também oscila numa freqüência de 60Hz. Logo, a interferência e a imagem do monitor vibravam na mesma freqûencia, o que deve explicar o funcionamento do mesmo a 60Hz.

Fui uma vítima da poluição eletromagnética! E eu que pensei que essas coisas só acontecessem com os outros!

Se acontecer um problema semelhante com alguém (monitor treme a mais de 60Hz), uma das minhas recomendações é trocar o equipamento de lugar.


Escrito por Philipe às 19h04
[] [envie esta mensagem] []


07/05/2007

Basset Hound One, fight!

Basset Hound - Unknown copyright

 

Bassets Hound são lindos. Muito lindos. Eles tem um jeito engraçado de ser, são quase uma piada sobre quatro patas! Alegria peluda.

O porém é que eles tendem a ter muitos problemas de saúde. Eles costumam engordar muito, e o dono deve se exercitar muito com eles para que não haja um ganho de peso excessivo que ameace o bem estar do cãozinho. Por serem muito robustos e terem as patas curtas, eles também podem ter problemas na coluna, especialmente se eles estiverem gordinhos. E os olhos deles costumam ficar muito secos, pois a parte de baixo de sus vistas ficam muito expostas.

Mas que eles são lindos, ah, são sim.

Esse post é para a Isa.


Escrito por Philipe às 19h49
[] [envie esta mensagem] []



Coincidências?

De repente, o fato de chamar aquele aranha de "armadeira" recebe toda uma nova conotação!

Sério, essas aranhas do gênero Phoneutria são as as populares "armadeiras".

Esta foi excelente.

http://www.foxnews.com/story/0,2933,269455,00.html


Escrito por Philipe às 17h10
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   
Histórico

OUTROS SITES
    A garota 100% perfeita
  Tudo o que você sempre quis saber sobre a multa nos sushis que sobraram no rodízio... mas não tinha coragem de perguntar ao amigo economista
  E-book dos ditados populares
  Dilbert Blog (Scott Adams)
  Geek Press
  A Softer World
  Blog do Mankiw
  Publicidade Positiva
  De Gustibus Non Est Disputandum
  Temas em Economia
  xkcd
  Cracked
  Demography Matters
  Homo Econometricum
  Suspensão de Juízo
  Quatroventos
  phCastro
  Muçarela
  Todos os Links - Matizes Escondidos


VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog